CONHEÇA ALGUNS ATLETAS LGBT DO RIO 2016

O site Outsports realizou um levantamento dos competidores que rumarão para o Rio em agosto e identificou 27 atletas que vivem abertamente sua identidade LGBT. Dentre eles estão 9 homens, outro recorde (atletas masculinos historicamente são mais reticentes a virem a público com sua sexualidade). Há até um casal de lésbicas competindo no mesmo time de hóquei. Para conhecer-los(as), destacamos abaixo:

Ian Matos – Brasil – Saltos ornamentais

RIO IAN

Alguns meses depois de Tom Daley, o saltador Ian Matos também veio a público sobre sua sexualidade em entrevista ao blog LGBT  do jornal O Dia. Esse paraense de 27 anos já foi 3 vezes campeão brasileiro adulto na prova do trampolim de 1 metro. Em entrevista ao programa de TV Globo Esporte, o saltador contou o que o motivou a falar abertamente sobre sua sexualidade: “[Fiz isso] para mostrar que você pode ser gay e ser feliz, que isso não te torna melhor nem pior do que ninguém, só diferente da maioria.

Mayssa Pessoa – Brasil – Handebol

RIO MAYSSA PESSOA

Mayssa Pessoa é natural de João Pessoa, e, aos 31 anos, é goleira num time de handebol da Romênia, onde já venceu o campeonato nacional. Com Pessoa, o Brasil conquistou a medalha de ouro no campeonato pan-americano de handebol em 2013 e nos Jogos Pan-Americanos em 2015. Em 2012 aceitou ser madrinha de uma competição LGBT de handebol na França e, em entrevista à revista Têtu, contou que é bissexual.

Tom Daley – Reino Unido – Saltos ornamentais

RIO TOM DALEY

Tom Daley ganhou os corações mundiais em 2012, durante os Jogos Olímpicos de Londres. Ao fim das competições, foi para casa com uma medalha de bronze nos saltos de 10 metros e uma legião de fãs. No ano seguinte, ele ganhou também o noticiário internacional ao sair do armário em um vídeo e contar para o público que estava namorando o roteirista Dustin Lance Black. Hoje os dois estão noivos, e entre um treino e outro Daley exibe seu corpinho em vídeos de rotinas de exercícios em seu canal no Youtube.

Nicola Adams – Reino Unido – Boxe

RIO NICOLA ADAMS

Há cinco anos que Nicola Adams está entre as melhores boxeadoras do mundo. Quem a vê lutar hoje não imagina que em 2009 seus sonhos quase foram por água abaixo. Nesse ano, a atleta fraturou um osso de suas costas quando tropeçou e rolou escada abaixo, a caminho de seu treino. Adams ficou presa à cama por três meses, e sem treinar por um ano. A boxeadora recuperou-se e, em 2012, tornou-se a primeira atleta declaradamente bissexual a conquistar uma medalha de ouro, durante os Jogos Olímpicos de Londres.

Victor Gutiérrez – Espanha – Pólo aquático

RIO VITOR

Em maio desse ano, Victor Gutiérrez contou para a revista espanhola Shangay que é gay exatamente por saber que iria competir nas Olimpíadas do Rio. Esse madrilenho de 25 anos argumentou que atletas LGBT devem ser avaliados “não por sua sexualidade, mas sim por seu mérito esportivo”. Em sua opinião, os atletas LGBT têm a obrigação de viver sua sexualidade abertamente: “tudo seria muito mais fácil se figuras famosas do esporte dessem esse passo… pois seriam capazes de influenciar a opinião de milhões de pessoas, e realizar mudanças muito mais rapidamente.”

Megan Rapinoe – Estados Unidos – Futebol

RIO MEGAN

Durante os jogos olímpicos de Londres, Megan Rapinoe entrou para o seleto time de jogadores de futebol que já marcou um gol olímpico – ou seja, bateu um escantei em curva e fez um gol. Depois de conquistar a medalha de ouro em 2012, Rapinoe declarou-se lésbica em entrevista à revista Out: “Só para contar, eu sou homossexual. Só não contei antes porque ninguém nunca perguntou diretamente.” Por causa de uma lesão, sua escalação para o time dos EUA nesses jogos olímpicos ainda não está garantida. Ela também atua em grupos de militância LGBT e esportiva.

Robbie Manson – Nova Zelândia – Remo

RIO ROBBIE

Robbie Manson compete no remo desde os 19 anos, e até por causa disso internalizou muita da homofobia e da hipermasculinidade que vem embutida no esporte. “Eu menosprezava outras pessoas que eram gays… Eu sabia que também era, e me odiava por causa disso”, admitiu em entrevista à Outsports. Manson primeiro contou que é gay para seus familiares, quando tinha 20 anos, e depois para o resto de sua equipe, às vésperas dos Jogos Olímpicos de Londres. “Para minha surpresa, ninguém viu problema. Eu não recebi nenhuma reação negativa, e a maioria das pessoas fez questão de deixar claro que me apoiava… E eu que pensava que não seria capaz de remar mais se alguém descobrisse”. Em novembro do ano passado ele declarou publicamente sua homossexualidade, após ter se qualificado para os Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro.

Helen Richardson-Walsh e Kate Richardson-Walsh

RIO HELEN

Essas duas atletas são outro exemplo de que a parceria em equipe também pode ser levada para o resto da vida. Kate (36) e Helen (34) fazem parte da seleção britânica. de hóquei, e casaram-se em 2014. Kate, a capitã do time, declarou na época ao canal britânico de TV BBC: “Nós somos um casal, nos amamos, e calha de jogarmos no mesmo time. Somos muito profissionais. quando estamos no hóquei somos Kate e Helen, jogadoras e colegas de equipe. Longe do hóquei somos Kate e Helen, o casal. Não falamos sobre hóquei em casa. Eu sinto muito orgulho de ter crescido ao redor do hóquei, onde sempre houve várias e diversas etnia, religiões, sexualidades e tudo mais. É normal, e tenho muito orgulho disso.”

Ari-Pekka Liukkonen – Finlândia – Natação

RIO ARI

 

Ari-Pekka Liukkonen detém atualmente o recorde nacional filandês para os 50 metros livres, modalidade em que vai competir nos Jogos Olímpicos do Rio. Em 2014, com a aproximação dos Jogos Olímpicos de Inverno em Sochi, na Rússia, o nadador revelou que é gay no canal de televisão YLE, a fim de trazer a discussão sobre as leis russas contra “propaganda gay” para seu país. Na ocasião, ele falou das dificuldades de viver no armário: “é difícil a longo prazo. Eu sempre tinha que prestar atenção no que eu podia dizer e no que tinha que deixar de falar. Eu quero enfatizar que isso não muda a pessoa que eu sou de nenhuma maneira. Eu ainda sou o mesmo AP, que quer bater o recorde dos 50 metros livres um dia.”

 

Colaboração: Site LadoBi

 

Por ASCOM

 

AGLEPS É ELEITA PARA COMPÔR CONSELHO ESTADUAL LGBT

935644_366323406822147_62955775_n

Foi anunciada ontem( 26), pela coordenação da Secretaria de Estado dos Direitos Humanos e Participação Popular- SEDIHPOP em São Luís-MA, a lista das entidades de sociedade civil organizada para compôr o Conselho Estadual LGBT para o primeiro biênio.

O Conselho é um órgão colegiado permanente e deliberativo, com funções de formular estratégias, controlar e fiscalizar a execução da política estadual para a população LGBT que será formado paritariamente entre representantes da sociedade civil e governo.

A AGLEPS será representada no conselho pelo Coordenador Executivo – Edilson Ferreira, fundador da entidade, há mais de 11 anos na militância do movimento social LGBT do Maranhão, na condição de suplente.

13087790_1343270652355979_4975224531719876916_n( Edilson Ferreira- Coordenador Executivo da AGLEPS)

Na condição de titular, a AGLEPS fica representada pelo Assessor de Comunicação da entidade- Kayron Lobo,  com formação em Serviço Social pela FACEMA( Faculdade de Ciências e Tecnologia do Maranhão), membro da AGLEPS desde o ano 2011.

IMG_20160517_094535(Kayron Lobo- Assessor de Comunicação AGLEPS)

Além da AGLEPS, as entidades AMATRA ( São Luís), Centro Drag ( São Luís), Flor de Bacaba ( Bacabal), Grupo Identidade ( Bacabal) e Solidário Lilás ( São José de Ribamar) também irão compôr o conselho. A partir do dia 01 de Agosto haverá ainda uma votação das entidades para a vaga de classe ou movimento social coletiva disputada entre CCN ( Centro de Cultura Negra) e RPN( Rede Nacional de Pessoas Vivendo com HIV/AIDS).

A data para o empossamento do conselho ainda não foi divulgado, mas  a coordenação da SEDIHPOP demonstra pressa para o funcionamento das ações do conselho.

POP ASCOM

FACEMA concede apoio à Semana da Diversidade 2016

A Faculdade de Ciências e Tecnologia do Maranhão- FACEMA mais uma vez manifesta apoio a Semana da Diversidade 2016.  Atualmente, a FACEMA , com sede em Caxias-MA, é uma das maiores instituições privadas de ensino superior do leste maranhense, sendo referencial na formação de profissionais nos níveis de graduação, pós-graduação, contando ainda com núcleo de  extensão  e pesquisa.

No quadro de cursos da FACEMA você pode optar por cursar Análise e Desenvolvimento de Sistemas (tecnólogo), Administração, Arquitetura e Urbanismo, Direito, Educação Física, Enfermagem, Engenharia Civil, Fisioterapia, Jornalismo, Nutrição, Psicologia, Pedagogia (licenciatura), Serviço Social, além de cursos de Pós-Graduação. ( para conhecer mais sobre a instituição acesse:  (https://www.facema.edu.com.br )

A Semana da Diversidade 2016, programada para começar dia 05 de Setembro com uma vasta programação  prevê incluir também os acadêmicos do curso de Serviço Social e Psicologia   nas rodas de diálogos acerca da criminalização da LGBTfobia – tema da XI Parada da Diversidade.

A AGLEPS expressa aqui seu agradecimento por  esse apoio importante dessa respeitada instituição de Caxias.

 

[Merchandising]

O departamento de comunicação da AGLEPS como forma de divulgar seus apoiadores oferece um modelo oficial de camisetas da Parada da Diversidade  onde oportuniza a empresa/instituição/marca estampar sua logomarca. Deixamos abaixo um exemplo da FACEMA:

pastedImage[1]

 

Entre em contato conosco, apoie você também e divulgue sua marca!

 

POR ASCOM

REDE DE EDUCADOR POPULAR VISITA SEDE DA AGLEPS

IMG-20160725-WA0018

Através do Coordenador Executivo da AGLEPS- Edilson Ferreira, a sede da entidade recebeu na última  segunda-feira (25), a comissão do Fórum Municipal Permanente de Entidades Organizadas da Sociedade Civil de Caxias, mais especificamente a Rede de Educador Popular. O Fórum foi criado há alguns anos com o objetivo de organizar as entidades de sociedade civil organizada do município oportunizando espaço de articulação, mobilização, unificação e fortalecimento das entidades em prol das lutas sociais locais.

 

IMG-20160725-WA0016

A visita da comissão relacionava-se com a entrega da carta de princípios e assuntos internos. Além disso, prevê-se para o dia 10 de Setembro ( Semana da Diversidade), uma entrega de certificado como conclusão de capacitação.

POR ASCOM

AGLEPS PROMOVE REUNIÃO SOBRE SEMANA DA DIVERSIDADE

No último domingo (24), a AGLEPS realizou mais uma reunião ordinária com seus associados e convidados. A pauta principal consistia principalmente acerca da Semana da Diversidade 2016, que tem o início previsto para o dia 05 à 11 de setembro.

O coordenador executivo, Edilson Ferreira, iniciou o momento esplanando a programação, ressaltando os ciclos de palestras que serão realizados com gestores e professores da rede pública municipal, universidades e escolas, equipe de profissionais da comunicação e corporação de policia militar e guarda municipal de Caxias.

IMG_20160724_195038201

O tema da XI PARADA DA DIVERSIDADE “Por uma Caxias que criminalize a LGBTfobia”, foi esmiuçado pelo assessor de comunicação, Kayron Lobo, que ressaltou o objetivo da escolha do tema, e a necessidade de ser debatido dentro dos espaços sócios-educacionais e demais setores da sociedade.

IMG_20160724_195023341

CONVIDADOS

Na reunião estiveram presentes o Secretário Estadual de Agricultura Familiar- Dr. Adelmo Soares, que falou sobre a primordialidade da unidade do movimento LGBT no município através da AGLEPS e ressaltou seu apoio à XI PARADA DA DIVERSIDADE e do Governo do Maranhão, através do governador Flávio Dino.

IMG_20160724_202600749

Marcou presença também, a pré-candidata pelo PC do B, Dra. Auriamélia Soares que expressou toda sua sensibilidade pela luta aos direitos da população LGBT. A pré-candidata, foi a primeira a atender até o momento o convite para participar de uma das reuniões ordinárias da AGLEPS, onde ficou definido pela diretoria da entidade  que os associados receberiam 3 pré-candidatos e assim, cada um, por sua livre escolha decidir o seu apoio.

Também se fez presente o Núcleo de Inclusão da Sec. Municipal de Educação e Pastoral de Caxias, representada pela Sra. Francisca, e o Grupo GOA de São João do Sóter, representada pelos casal homoafetivo Newton e Mauro. O Grupo GOA também desenvolve ações para a população LGBT do município de São João do Sóter e hoje é uma raiz da AGLEPS.

 

Por ASCOM

Coordenação da AGLEPS reúne-se com secretário de segurança pública de Caxias

O coordenador executivo, Edilson Ferreira e o assessor de comunicação, Kayron Lobo, reuniram-se no último dia 19, terça-feira, com o secretário municipal de segurança pública de Caxias-MA, o Sr Silvinio. A coordenação da AGLEPS foi recebida pelo secretário para uma breve reunião onde foi apresentado a programação da semana da diversidade 2016, com foco na XI Parada da Diversidade de Caxias-MA que acontecerá dia 11 de Setembro na Av. Senador Alexandre Costa. O encontro era para começar traçar alguns pontos  a respeito da segurança do evento, pois espera-se uma superação de público em relação as edições anteriores. Com o apoio do secretário será realizada uma nova reunião com representantes da Polícia Civil e Militar, Corpo de Bombeiros, SAMU, Guarda Municipal de Caxias, DMT- Departamento Municipal de Trânsito e Polícia Rodoviária Federal, com o objetivo de garantir a segurança e o bem-estar dos participantes  no dia do evento.


Por ASCOM

AGLEPS anuncia atração da XI Parada da Diversidade de Caxias-MA

Hoje, as 15 hrs, no Espaço Cultural Cohab, a Diretoria da AGLEPS reuniu seus associados(as) para o anúncio oficial da atração convidada da XI Parada da Diversidade. Com o tema ” Por uma Caxias que Criminalize a LGBTfobia”, a atração convidada para puxar o trio principal é a cantora pop Lorena Simpson que foi eleita no México a Embaixadora Internacional da Diversidade Sexual.


O objetivo da AGLEPS com o tema é enfatizar a necessidade da aprovação de lei da criminalização da LGBTfobia, que com a ausência desta, o Brasil se posiciona como líder no ranking mundial de assassinatos de ódio. Para debater essa temática está programado durante toda a semana da diversidade, palestras e seminário para discussão do tema.

SOBRE A REUNIÃO 

Durante a reunião todos ficaram cientes da atração especial e ainda gravaram um vídeo promocional em agradecimento aos patrocinadores do evento.

A AGLEPS informa , através de sua assessoria, que ainda está sendo preparado o cartaz oficial com os patrocinadores da Parada da Diversidade.
 

Por ASCOM

AGLEPS participa de Congresso da UJS-Caxias. 


Aconteceu hoje(09), no Centro de Ensino Educacional Inácio Passarinho em Caxias-MA, o 2° Congresso da União de Juventude Socialista- UJS Caxias, com tema ” Minha terra tem esperança onde canta o sabiá”.


O Congresso reuniu jovens da cidade de Caxias, Codó e Bacabal para discutir através de grupos de discussão temáticas relacionadas ao feminismo, questão racial, drogas na juventude, LGBTfobia e demais assuntos. A AGLEPS esteve presente compondo a mesa de abertura, representada pelo assessor de comunicação Kayron Lobo, onde o mesmo pôde falar a respeito das ações da entidade durante o ano, além da programação da semana da diversidade 2016.

Além  da AGLEPS, o evento contou com a participação de demais entidades, como a UNA, ex-militantes da UJS e Secretário Municipal de Esporte, lazer e Juventude do município. O Congresso perdurou durante todo o dia com debates e apresentações culturais.

Por ASCOM 

Expectativas para a 11ª Parada da Diversidade de Caxias-MA

PQAAAAoHmjbJTDsgPPeEF1py8gajA4zTPo0KRb-NP58RBiBXyv9UPTHt-HdUcRq6V_d5Nrz0jpT0NvYlSzpbG2xgoAIAm1T1UE484IYKygMJQZCxR9GhpeEV9MJ9

A 11ª Parada da Diversidade de Caxias-MA já tem data marcada: dia 11 de Setembro. Nos bastidores da AGLEPS já começam ser maquinados a programação 2016 para a 11ª edição da Parada da Diversidade de Caxias encerrando a Semana da Diversidade.

A Semana da Diversidade que terá início dia 05 de Setembro terá um leque de atividades como Ato Ecumênico, Palestras Educativas em escolas e universidades, rodas de diálogos com segmento trans, manifesto público, seminário, shows culturais e fechando com chave de ouro na Av. Alexandre Costa com mais uma Parada da Diversidade, hoje reconhecida como a 2ª maior do Maranhão.

A Parada esse ano levará como tema a seguinte frase: “Por uma Caxias que criminalize a LGBTfobia”. Segundo o GGB-Grupo Gay da Bahia, a cada 26 horas um homossexual é assassinado no Brasil, nos colocando no topo do ranking de assassinatos por homofobia. Infelizmente no Brasil, ainda não existe um lei de criminalização por crimes de ódio, embora haja outros meios da lei que amparam o segmento LGBT, sendo assim, com a ausência dessa lei, resulta-se na impunidade desses crimes, que são cada vez mais crescentes e preocupantes. Diante disso, a AGLEPS levará para a avenida através da Parada esse alerta para a população, para somar forças no enfrentamento da LGBTfobia no município e consequentemente no Brasil, através de denúncias e petições para implementação da lei de criminalização.

No que se refere a atração principal da  11ª Parada da Diversidade ainda é uma questão sigilosa devido a questões contratuais, mas para embalar o imenso público que se faz presente todos os anos, podemos garantir uma atração nacional de peso, conhecida principalmente na cena LGBT do país, com hits dançantes e conhecidos.

Aguardem pelos próximos posts aqui no blog para mais detalhes dessa Parada da Diversidade que será ba-fô-ni-ca!

 

Por  ASCOM